AmazonFACE

Componentes do Programa

Componentes do programa

Como o aumento do CO2 atmosférico afeta a Amazônia, a biodiversidade que ela abriga e os serviços ambientais que ela provê? Ao reconhecer que o aumento da concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera provavelmente alterará a resposta da floresta às mudanças climáticas, estamos iniciando um experimento de alcance sem precedentes que irá expor uma porção de floresta amazônica madura a uma concentração de CO2 elevada.

Carbono

Fluxos e armazenamento de carbono em diferentes tecidos vegetais, na serrapilheira e no solo.

Nutrientes

Ciclagem de nutrientes, sobretudo nitrogênio e fósforo dentro dos anéis FACE e como a falta de fósforo no solo pode limitar a resposta da floresta ao aumento de CO2.

Água

Aumento de CO2 atmosférico pode afetar condutância estomática e a transpiração das árvores, alterando fluxo de umidade da floresta para a atmosfera.

Biodiversidade

Sendo o primeiro FACE em um ecossistema hiperdiverso, é de suma importância entender como a resposta ao CO2 elevado varia para cada espécie ou tipo funcional de planta tropical.

Impactos Socioeconômicos

O aumento de CO2 atmosférico e mudanças climáticas podem impactar a provisão de serviços ecossistêmicos pela floresta para populações da região Amazônica e do mundo.

Integração Experimento-Modelagem

Fazer uso de modelos computacionais de vegetação desde o início do experimento para formulação de hipóteses e também utilizar os dados de campo para melhor parametrizar e avaliar projeções oriundas desses modelos.