AmazonFACE faz pré-inauguração de sítio experimental para testar resiliência da floresta amazônica à mudança climática

Projeto de pesquisa busca responder como a maior floresta tropical do mundo irá se comportar no futuro com o aumento das emissões de gás carbônico

AMAZONFACE

Numa área de pesquisa a cerca de 70 quilômetros em linha reta ao norte de Manaus, o programa experimental de grande porte que medirá os impactos da mudança climática na floresta Amazônica dá um passo decisivo na construção da sua infraestrutura. As bases de concreto ganham forma no chão da floresta para receber torres de alumínio autoportantes e guindastes no modelo grua. O equipamento para içar e mover objetos dará acesso ilimitado dos cientistas ao topo das árvores em seu estado natural, abrindo outras possibilidades de pesquisa sobre os ciclos de carbono. Hoje, o uso de gruas permanentes para estudos no dossel de florestas tropicais é utilizado apenas no Panamá.

Leia o texto completo sobre o programa AmazonFACE no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

Deixe seu comentário

Compartilhe nas redes sociais e apps de mensagens

Leia mais

Siga o AmazonFACE

© 2022 AmazonFACE. Avaliando os efeitos do aumento de CO2 na resiliência da floresta amazônica. Todos os direitos reservados. Website by Marcos R. Pereira.